Acreditamos que o mundo e o que nele há, seja por um processo evolutivo ou não, é fruto do desejo e criação daquilo que chamamos de Deus. Sendo o Homem a sua maior evidência, criado a imagem e semelhança do próprio Criador.


Acreditamos que o ser humano se encontra em um estado de alienação existencial, ele não corresponde ao propósito para o qual foi criado. Propósito este, que o deveria colocar em comunhão integral com o Criador e a criação, mas ao contrário, o Homem tem se tornado o seu próprio inimigo, no intuito de se tornar ele mesmo um “deus”, senhor dos recursos e da vida alheia.


Acreditamos que Deus tem se revelado ao Homem ao longo de toda história, das maneiras mais criativas possíveis, nos menores detalhes, buscando reconciliar-se. Sendo o clímax dessa revelação a própria personificação de Deus, na vida Jesus de Nazaré. Que nos mostrou a possibilidade de uma vida eterna e reconciliada com Deus e a criação, mesmo sofrendo toda a tensão da humanidade. E provou isso através de sua vida, morte e ressurreição.


Acreditamos que Deus continua se revelando a nós, mesmo nos dias de hoje, principalmente através das Sagradas Escrituras. Cremos que tanto o Antigo quanto o Novo testamento foram inspirados à fazerem parte desta revelação, porém acreditamos que este conjunto de livros só pode ser corretamente interpretado à luz da vida Jesus, sendo ele a última instancia e chave hermenêutica.


Acreditamos que nos foi delegada a função de cooperadores, embaixadores deste projeto de reconciliação de Deus com o mundo. Jesus o chama de Reino de Deus, e nos foi dada a função de proclamá-lo, através do amor a Deus acima de todas coisas, e amando ao próximo como o próprio Jesus nos amou, dando sua vida. Sendo assim, participamos deste Reino na esperança da consumação dos tempos, onde Deus encerrará este ciclo e nós voltaremos para Ele.